Olá!!!!!

Você está entrando num mundo de sensações poéticas, lembre-se, tudo o que você possa vir a sentir será de sua inteira responsabilidade.

PHOENIX

PHOENIX

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Acordar do Sonho

Quero acordar do sonho
Uma chance de tentar viver
sem dor
quero acordar
com cor
no olhar
quero ser
quero estar
no lugar em que eu acordar...

a minha trajetória
escapou de mim até agora
porém, já se faz a hora
de voltar a mim
a minha raiz
perdida fincada
nalgum sonho
que nunca acontece
que sempre se perde
que sempre me enlouquece

estou lá sempre lá
querendo aquele fogo
para me queimar
e sempre me queimo
a mais do que preciso
a mais do que idealizo

a minha história não é bonita
estou sempre levando um tiro
mas nunca morro, mas sangro,
por uma vida inteira, sangro.

Ah, a felicidade
é uma cidade
que não sei o endereço,
e sempre que procuro,
sempre, me perco.

Meus dias passam
lentos em lamentos
passam sem perspetiva
sem que eu os viva,

Mas preciso mudar minha trajetória
Esquecer de vez minha inútil história
reescrever nas linhas da minha vida
Uma nova linha, uma nova memória...

Um comentário:

Flávio r. silva disse...

Quanta inspiração quanta vida no seu texto ou poema quanta realidade opaca.