Olá!!!!!

Você está entrando num mundo de sensações poéticas, lembre-se, tudo o que você possa vir a sentir será de sua inteira responsabilidade.

PHOENIX

PHOENIX

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Balada de uma tristeza, que se acha em coisas belas

Estou triste, como um palhaço que não sabe mais improvisar
Estou triste, como uma criança, que não pode mais brincar
Estou triste, como uma manhã de sol, que perdeu seu encanto
Porque com o calor que se excedeu, fez pegar fogo em todo canto.

Estou com os olhos prontos para marejar
Como ondas azuis de um mar, que está poluido
Como a praia com um sol que não pára de brilhar
como num deserto, seco e sem vida... perdido 

Estou assim, como não se deve estar, por querer mais do que se pode ter
Estou assim, porque simplesmente esqueci, que se pode parar e absorver
Uma lágrima, perdida, quando se está assim, de certa forma, pronta pra rolar.
Estou, assim, triste, como pássaro que olha o céu, azul, e não aguenta mais voar

Um comentário:

SMM disse...

Lindo blog! Se puder me visite, http://sindromemm.blogspot.com
Valeu!